Salve vidas

fale com sua família

Doar é um gesto de AMOR

Semana da Prematuridade – 15 à 19 de novembro

O mês de novembro é dedicado à sensibilização internacional da Prematuridade, sendo a cor roxa o símbolo da campanha.
De acordo com dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), a prematuridade – nascimento antes de 37 semanas de gestação – é a primeira causa de mortalidade infantil em todo o mundo. Segundo dados da UNICEF e do Ministério da Saúde, 11,7% de todos os partos realizados no país são prematuros. Esse percentual coloca o Brasil na 10ª posição entre os países onde mais nascem crianças prematuras, contabilizando aproximadamente 300 mil nascidos prematuros todos os anos (Fonte: https://www.gov.br/mdh/pt-br/assuntos/noticias/2019/novembro/novembro-roxo-ministerio-reune-especialistas-para-falar-sobre-prematuridade).

Segundo a Enfermeira da Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTIN) do Hospital Metropolitano de Sarandi, Raissa Rodrigues: “O nascimento prematuro é aquele que acontece antes da trigésima sétima semana de gestação, e com peso inferior a 2.500 gramas, aumentando a mortalidade neonatal imediata e tardia, e estando relacionada a diversos agravos a saúde. A mortalidade neonatal concentra-se principalmente em prematuros extremos, idade gestacional menor que 27 semanas.
Alguns recém-nascidos precisam de assistência especializada em razão das condições clínicas, como prematuridade, malformações, infecções congênitas, entre outras, sendo necessário um ambiente apropriado com recursos tecnológicos e humanos adequados para garantir o tratamento e restabelecimento, pois o recém-nascido prematuro pode necessitar de permanência prolongada na hospitalização para que se adapte ao ambiente extra-uterino de forma independente. ”
A equipe da Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTIN) da Rede Metropolitana é formada por neonatologistas, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, coordenador de enfermagem, enfermeiros e técnicos de enfermagem capacitados e que lutam diariamente pelo compromisso com a VIDA de cada recém-nascido que passa pelo setor. Ainda de acordo com a enfermeira Raissa: “O processo de trabalho da equipe é intenso e requer atenção máxima, pois além de lidar com os recém-nascidos e o maquinário que os assistem, também realiza procedimentos clínicos, além do cuidado e dedicação especial com os pais de cada paciente.”
Para celebrar a “Semana da Prematuridade”, a equipe da Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTIN) da Rede Metropolitana preparou com muito carinho um painel em alusão à campanha.

 

Siga-nos nas Redes Sociais

7,843FãsCurtir

Confira também...