Andressa Mazzo

    0
    78

     “Nossa vó, Claudete Mioto, completou em abril 80 anos com muita saúde e independência, morando sozinha em uma casa sobrado que adora e apesar de nossas insistências nunca quis se mudar. Somos 4 filhos, 9 netos e 2 bisnetos e vários agregados rsrs que não tínhamos ainda visto ela ficar internada em um hospital. Essa doença como sabemos quando chega de maneira agressiva evolui muito rápido. Dois de seus filhos moram no Paraná e apenas um na mesma cidade. E outros dois em São Paulo e Mato Grosso. Pela distância e pela vida frenética que levamos, só conseguimos estar os quatro com ela em casa exatamente na noite em que ela foi internada e já no dia seguinte transferida para UTI do Hospital Metropolitano de Sarandi, lugar que não conhecíamos e não tínhamos ideia do que íamos encontrar. No entanto, no nosso primeiro contato com a equipe da ambulância que fez sua transferência já nos deixou mais esperançosos por sua maneira profissional, extremamente eficiente e humanitária de proceder. Logo após sua internação fomos recebidos pelo Dr. Alexandre e a enfermeira Camila, que de maneira muito profissional nos acolheram de uma maneira tão humana que nos sentimos abraçados sem ao menos nos tocarmos. Dessa mesma forma aconteceu com cada um dos profissionais do hospital que fomos tendo contato, Dr. Hugo, Dr. Vitor e o Dr. Cícero, este que possivelmente por conta do horário dos plantões foi um dos que mais tivemos contato através das ligações. Todos sempre muito atenciosos, pacientes e muito inteirados do quadro clínico diário da vó. A comunicação com vocês fez toda diferença para nós que não podíamos visitá-la. Agradecemos com todo o carinho que somos capazes de expressar a cada um de vocês. Nossa primeira visita à UTI foi um momento muito marcante, como disse, apesar de nossa avó ser uma senhorinha de 80 anos, nós, filhos e netos, continuávamos sempre a enxergando como uma mulher forte. O contato que tivemos com o Dr. Cícero e com a enfermeira Regi foi fundamental para nos preparar para vê-la pela primeira vez inconsciente em um leito hospitalar. Gratidão! Gratidão! Gratidão eterna a todos os integrantes da equipe que cuidou e conseguiu salvar a vida da nossa mãe e vó e por extensão acolher toda nossa família. Sempre que lembrarmos desses momentos tensos que passamos lembraremos de vocês com carinho. Nosso desejo como uma família cristã é que Deus abençoe a vida e os familiares de vocês, que tenham boa saúde, sabedoria e serenidade. Queremos deixar aqui registrado nosso agradecimento e reconhecimento a todos os funcionários do Hospital Metropolitano de Sarandi.

    Com muito carinho, Família Mioto Mazzo.

    -Andressa Mazzo

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui